Como ganhar dinheiro com Jogo de Bicho

 
tabela jogo do bicho
 
O Jogo do Bicho praticamente dispensa apresentações. Esse clássico da jogatina e da cultura populares brasileiras surgiu no final do século retrasado, nos primeiros anos que sucederam à queda da monarquia, como uma bem-intencionada forma de atrair fundos para o Jardim Zoológico do Rio de Janeiro. Logo, tornou-se uma febre no Brasil da Primeira República, especialmente no Rio de Janeiro. Os jornais costumavam publicar diariamente palpites de jogo.

Pode-se considerar o Jogo do Bicho um jogo bem democrático, pois não impõe aposta mínima, estando, assim, ao alcance de quase todos os bolsos dos brasileiros. Isso deve explicar pelo menos parte de suas atração e popularidade para a população, popularidade e atração que sobrevivem a décadas de proibição e repressão policial.

Devido ao fato de ser descentralizado, ou seja, não há uma autoridade central definindo normas para todo o país sobre como atuar, quais modalidades de aposta aceitar e que prêmios instituir, existem muitas variações do Jogo do Bicho lugar para lugar. As mais conhecidas são as formas praticadas no Rio de Janeiro.

Como se joga, algumas opções de jogo


aposta jogo do bicho

Em linhas gerais, o jogo se baseia nos animais, aqueles mesmos animais em que se inspirou o criador do Jogo do Bicho. Ele, o Barão João Batista Viana Drummond, foi o primeiro e também o único barão de Drummond (a monarquia, como dito acima, foi derrubada quando ele ainda era vivo, portanto foram também abolidos os títulos de nobreza), e fundador do primeiro zoológico da cidade do Rio.

Cada um dos 25 animais representa um grupo com um número. Avestruz é grupo 1, Águia é grupo 2, Burro é grupo 3, ...Veado, o antepenúltimo, é grupo 24 e Vaca, por fim, é a última, sendo, portanto, o grupo 25.

Como deve ter dado para reparar, os animais são organizados de acordo com a primeira letra de seus nomes. Cada grupo por sua vez representa 4 números de 1 a 100. O grupo 1 (avestruz) representa de 01 a 04, o grupo 25 (vaca) representa de 96 a 100 e os grupos intermediários representam também 4 números pela ordem de seus grupos.

Um dos jeitos de jogar é apostando no grupo simples. Escolhe-se um animal e joga-se no grupo dele. Nesse caso, interessam os últimos dois números do número que sair no sorteio usado como base para o Jogo do Bicho local.

Se foi sorteado, por exemplo, 2405 para o primeiro prêmio, importa o 05. Esse número (assim como 06, 07 e 08) faz parte do grupo da águia. Logo, deu águia e quem apostou no grupo dela ganhou. É o jeito clássico de jogar, é o que as pessoas pensam mais comumente quando se fala em Jogo do Bicho, é simples, mas paga relativamente pouco em caso de vitória.

Aposta no milhar é a aposta que, diferente do que acontece com grupos, é feita nos quatro dígitos do número sorteado. Assim, por exemplo, o número 2405 mencionado acima. As pessoas costumam apostar números de prédios, partes de números de telefone, números de placa de automóvel, de túmulo, datas de aniversário, ano em que aconteceu alguma coisa, etc. São todas fontes de inspiração perfeitamente válidas. Se umas dão mais sorte do que as outras, é, claro, outra questão, fonte de controvérsias entre os "entendidos" nesse jogo. A aposta no milhar rende mais em caso de vitória, mas é bom prevenir: é bem mais difícil ganhar do que é na aposta em grupo (claro, essa é, aliás, a razão para pagar mais às apostas vitoriosas).

Há ainda outras possibilidades dependendo da cultura do Jogo do Bicho no lugar em questão. Uma opção é apostar no chamado Duque de Dezena. Significa apostar em duas dezenas. Caso elas apareçam em qualquer dos cinco números sorteados para os primeiros prêmios, o apostador vence. Costuma pagar 300 vezes mais do que o valor apostado, por isso é tentadora essa opção. Mas é difícil.

Pode-se ainda jogar nos ternos (trios). Um terno de grupo, por exemplo, acontece quando o apostador decide apostar em três grupos. Se eles saírem entre os cinco primeiros prêmios, a pessoa ganhará mais de 100 vezes o valor que apostou originalmente.

Terno de dezenas acontece quando a aposta é feita em três dezenas em vez de em três grupos. Se as três dezenas saírem entre os cinco primeiros prêmios, a pessoa que realizou a aposta vitoriosa ganha mais de 1000 vezes o valor que apostou, geralmente 3000 vezes mais o valor que apostou.

É bom lembrar que estão sendo mencionadas apenas as variedades mais conhecidas de aposta no Jogo do Bicho, variedades que existem, por exemplo, no Jogo do Bicho como ele é praticado na cidade do Rio de Janeiro.

Em diferentes lugares do Brasil, diferentes tipos de apostas podem existir. Tipos que existem em um lugar podem não ser aceitos em outro. É uma consequência natural da descentralização e clandestinidade do próprio Jogo do Bicho e do tamanho imenso do nosso país e de sua grande diversidade de costumes.

Métodos para ganhar no Jogo do Bicho

Como dito acima, sonhos, pressentimentos, números esquisitos, coincidências, tudo vale na hora de tentar bolar uma aposta que seja realmente vitoriosa, mas muita gente tenta usar métodos (pelo menos na aparência) mais científicos, mais garantidos para lidar com a questão. A internet trouxe uma explosão de sistemas, conselhos, métodos e ideias para tentar bater o acaso e conseguir ganhar dinheiro no Jogo do Bicho. Cada um tem suas ideias sobre o que funciona ou não, mas a abundância de informações é relativamente nova. 

Como se trata de um jogo de azar, não de um jogo de habilidade, estratégia, conhecimento ou força, não é possível garantir vitória em nenhum sorteio específico.

Os resultados dos sorteios provavelmente não seguem nenhum padrão específico (se eles seguissem algum padrão específico, seria mais um sinal de fraude do que de qualquer outra coisa). Teoricamente pelo menos, qualquer número pode sair a qualquer momento. Pode sair seguidamente ou ficar muitos sorteios sem dar as caras no resultado. 

Um jeito de lidar com a típica falta de previsibilidade do Jogo do Bicho, que está no coração do conceito de jogo de azar, é aplicar uma adaptação do Sistema Martingale para jogos de azar. Assim se coloca a própria estatística para ajudar o apostador. A vitória, salvo casos muito, muito estranhos, torna-se inevitável mesmo que possa demorar um pouco.

Esse método exige um pouco de (ou muita, conforme o caso, depende de quanto tempo demora para compensar) persistência. Exige também coragem para engolir um monte de derrotas e manter a calma apesar de tudo. E, claro, exige dinheiro para ficar fazendo apostas, múltiplas apostas, aliás, em todos os sorteios que for possível.

Começa-se apostando um valor, por exemplo, 1 real em um grupo qualquer (não se trata aqui de um método para selecionar apostar) que a pessoa ache que servirá. Pode ser o da vaca, pode ser o do camelo, pode ser o do touro, pode ser o da vaca.

Se ganhar nessa primeira aposta aplicando o método, ótimo, ganha o dinheiro (como, com a sorte que teve, ganharia mesmo sem aplicar o método). Se perder nessa aposta, não é motivo para fazer drama, é um tropeço inevitável, mas que será um degrau para o avanço nas próximas etapas da aplicação do método. No próximo sorteio, apostasse um pouquinho mais do no que na vez na anterior e (isso é essencial) no mesmo grupo.

Assim, se ganhar, como o valor do prêmio é muitas vezes maior do que o valor apostado, o valor da vitória pagará a aposta anterior frustrada e a vitoriosa. E ainda sobrará um bom lucro.

Se a vitória não vier na segunda aposta. Continua o uso da estratégia: no próximo sorteio, aposta-se um pouquinho mais do que na vez anterior. Em caso de vitória, também aqui o prêmio pagará as apostas frustradas, as apostas vitoriosas e dará uma boa sobra de dinheiro.

Se não for conseguido sucesso no terceiro sorteio, mesma coisa. Continua-se apostando no Jogo do Bicho sempre um pouquinho mais do que na vez anterior e sempre apostando no mesmo grupo. Afinal, mais cedo ou mais tarde, o grupo vai sair e, quando sair, pagará por todas as apostas frustradas e ainda sobrará dinheiro.

Mas é preciso ter persistência e sentar para calcular valores que estejam dentro do budget, ou seja, do orçamento do apostador para que ele possa apostar com frequência, de preferência em todos os sorteios e sempre um pouquinho mais do que na vez anterior até finalmente ganhar. Pode demorar pouco (há quem ganhe de primeira com muita sorte), pode levar algum tempo e o animal em questão se mostrar muito arisco, mas mais cedo ou mais tarde o grupo sairá. É muito difícil imaginar (a não ser que os sorteios usados como base estejam fraudados, e mesmo assim com uma fraude bem específica que tire de circulação um dos grupos de nichos) que um dos bichos nunca, nunca vá dr. E, quando der, problema resolvido. Não dá para ficar rico ou levar uma bolada enorme como uma vitória de primeira poderia causar (a não ser que o apostador tenha dinheiro e sangue frio) para fazer grandes apostas em todos os jogos, mas é um dinheirinho que pode ajudar o apostador a poupar dinheiro, pagar dívidas, comprar um presente, comprar algo com que sonhava há muito tempo, pagar uma conta (de energia ou de água, por exemplo). E é um método relativamente garantido. 
 

Grupos quentes


Como dito acima, a lógica seria a de que os sorteios, alguns inclusive oficiais, que alimentam os resultados do Jogo do Bicho não apresentarem padrões perceptíveis. Afinal, trata-se de jogo de azar, o Acaso em toda sua glória. Qualquer número que possa dar, dá ou não. Os resultados não seguem leis nenhuma. Não dá para dizer se sairão mais números pares ou ímpares, se sairão mais 31 e menos 45. Afinal, se houvesse padrões evidentes e facilmente explorados, as pessoas explorariam esses padrões, e as loterias, lotos e banqueiros do Jogo do Bicho iriam quase imediatamente à falência, dinheiro demais saindo na forma de prêmios em relação ao dinheiro que entra na forma de apostas.

Ainda assim, há quem afirme que há alguns grupos "quentes", que saem o tempo todo ou pelo menos com muito mais frequência do que os outros grupos. É evidente que apostar neles traria maiores chances de vitória.

O avestruz, grupo 1, seria um desses favoritos da sorte. Enfim, como o Jogo do Bicho é algo descentralizado, é difícil de crer que haja padrões que valham para o país todo. Quem quiser confiar na ideia, pode, claro, verificar o histórico (de longo prazo) dos sorteios na região em que vive. Se achar mesmo algum grupo "quente", que faça uso desse conhecimento. Como quer que seja, não dá para estabelecer uma regra geral para o país todo.

Outros métodos


Há alguns métodos bem populares para escolher as apostas a fazer.

Um deles é o método da Cruz do Dia, que gera uma aposta com base no dia atual. Pega-se o dia do mês em que se está e soma-se a ele o número 3 até 4 vezes.

Por exemplo, no dia 11 do mês, soma-se o três até quatro vezes e obtém-se 14, 17, 20 e 23. Aí tira-se a dezena dos números obtidos dessa forma, ficando só com as unidades desses números.

No caso acima, ficam, portanto, os números 0, 3, 4 e 7. Esses números ficam sendo os números de sorte que o apostador deve manipular para gerar sua aposta. Ele pode multiplicar alguns deles pelos outros, obtendo números, grupos, centenas, milhares, etc. nos quais poderá apostar.

Outro método bem conhecido é o Método 777.


O Método 777 recomenda que se multiplique por sete até três vezes (por isso, que o método se chama 777) a centena do número que ganhou o primeiro prêmio no concurso anterior.

Por exemplo, se 2105 foi o número vencedor, pega-se centena 105. A primeira multiplicação dá 735. A segunda multiplicação fornece 5145. Por fim, a terceira e última multiplicação dá como seu resultado o número 36015. Esses números podem então, como no método anterior, ser manipulados para que deles sejam obtidas centenas, milhares e grupos vencedores.

página do jogo do bicho